cieam@cieam.org.br

(92) 3627-3800

  1. Home
  2. Notícias
  3. Reunião sobre Zona Franca em Brasília reúne representantes das grandes indústrias
Notícias

Reunião sobre Zona Franca em Brasília reúne representantes das grandes indústrias

  • Postado em: 12/05/2022
Tweetar

Reunião proveitosa

Foi positiva e didática a reunião organizada pela bancada amazonense no Congresso Nacional, ontem, em Brasília, em defesa da Zona Franca de Manaus. Era para ser um ato de apoio ao modelo contra os decretos de Jair Bolsonaro, mas teve também lavagem de roupa suja, lobista e, no final, consenso e busca de diálogo. “A presença de muitas entidades que estão fora da Zona Franca de Manaus é um sinal de que saímos de uma defesa concentrada na nossa região para angariar novos aliados Brasil afora”, resumiu o deputado federal Marcelo Ramos, organizador do encontro.

Todos os segmentos

Estiveram presentes entidades do Amazonas como a Federação da Indústrias do Amazonas (Fieam), Centro das Indústrias (Cieam) e Associação Comercial do Amazonas (ACA) e a Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas e Similares (Abraciclo), Associação Nacional de Fabricantes de Produtos Eletroeletrônicos (Eletros), Associação Brasileira das Indústrias de Refrigerantes (Abir), Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee), e empresas como a Honda, Positivo e muitos outras. Todas querendo saber, afinal, onde vai dar essa história de decretos de Bolsonaro.

Líder do governo

O líder do governo na Câmara, deputado Ricardo Barros (PP-PR), compareceu e, depois de ouvir todo mundo, disse que os argumentos em favor da Zona Franca “são válidos e constitucionais”, e que o assunto precisa ser melhor discutido. Ele se comprometeu a levar o debate para todos os setores do governo federal envolvidos nessa questão.

Lobista do “refri”

A maior parte da reunião transcorreu com diálogo e cavalheirismo O único a destoar foi o deputado federal Fausto Pinato (PP-SP), representante do segmento de refrigerantes sediado em Petrópolis (RJ). Pinato reclamou da Zona Franca, dos incentivos e disse que existe uma sonegação gigante por parte das fábricas de concentrados de refrigerantes da ZFM. O assunto esquentou o debate, até que Marcelo Ramos apontou que sonegação é assunto da Receita Federal e é ela quem tem que identificar e punir o fato.

Grupo de trabalho

O primeiro resultado da reunião foi a criação de um grupo de trabalho, no âmbito da Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio e Serviços, presidida pelo deputado amazonense Sidney Leite (PSD-AM), para debater os assuntos da Zona Franca, tributação nacional e outros, para uma mudança verdadeira e não prejudicial no sistema de impostos do país.

Mais debates

Ainda hoje, nova rodada de debates sobre a tributação da Zona Franca de Manaus vai reunir dez especialistas no tema, na Escola Superior da Magistratura (Esman). Cientistas, economistas, tributaristas, professores e outros especialistas vão debater os efeitos da redução da alíquota do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para as mercadorias produzidas na ZFM. O debate será transmitido pelo canal da ESMAM no Youtube, link: https://youtube.com/user/esmamam.

Fonte: Portal Único