cieam@cieam.org.br

(92) 3627-3800

  1. Home
  2. Follow Up
  3. Reflexões pré-natalinas
Follow Up

Reflexões pré-natalinas

  • Postado em: 01/12/2021 06:00
Tweetar


É imperativo atender segmentos mais vulneráveis do Amazonas, do interior e estados vizinhos. A fome e a desnutrição infantil não esperam e, infelizmente, só aumentam. Estamos planejando para o fim deste ano um Natal sem Fome e Crianças com material escolar. Precisamos de toda ajuda possível. A causa é justa e a colaboração de todos nunca foi tão necessária. Ou temos alguma outra maneira mais simbólica de celebrar o Nascimento de Deus-Menino?

Wilson Périco

_________________

Osobressalto global em torno da nova variante da Covid-19 nos traz um alerta e, ao mesmo tempo, um relativo alívio por termos conquistado algo em torno de 60% da população vacinada nas doses previstas. E o SUS continua sua performance admirável e frenética. É óbvio que todo cuidado é pouco e as medidas de segurança não podem ser afrouxadas. Até aqui a população atendeu o bom senso, algo fundamental para seguirmos em conformidade e vigilante aos riscos. A pandemia não acabou e a OMS não tem dúvidas de que já estamos vivendo a quarta onda.

Encerrando 2021, é preciso ressaltar o papel da Indústria, sua presença nas horas mais difíceis dos diversos picos, incluindo a falta de EPIs e, especialmente, de oxigênio e de alimentos. Jamais se apagará a lembrança da dor e de sua superação. As crises da pandemia tem testado nossa prontidão. E, a despeito de todos os elementos surpresa, temos sido aprovados pela população, que padece ainda momentos de fome e desalento.

A indústria, a partir das providências para assegurar a proteção sanitária de seus colaboradores, tem sobrevivido com mérito aos danos pandêmicos que ocorrem em escala mundial. Mantivemos e até conseguimos expandir a taxa de empregos, passando a barreira dos 100 mil, desde o mês de maio deste ano. Conseguimos novos investimentos, mostrando que o programa Zona Franca de Manaus ainda é uma das melhores opções de novos negócios e campeã da sustentabilidade. E nossa performance produtiva permitiu um repasse na ordem de R$ 500 milhões para a Universidade do Estado do Amazonas. Isso implica em maior qualificação, mais empregos e mais certeza de que estamos no caminho certo.

Queremos destacar os Diálogos Amazônicos, vinte conferências com os melhores especialistas, autoridades e empreendedores para debater caminhos, atalhos e superação de obstáculos para o desenvolvimento sustentável da Amazônia. Uma iniciativa conjunta da Fundação Getúlio Vargas e das entidades da indústria.

Por fim, e com muita preocupação, e também alegria, queremos sublinhar o trabalho da Ação Social da Indústria, FIEAM, CIEAM, ELETROS e ABRACICLO, que começou com a pandemia e expandiu tanto as parcerias com entidades de assistência social como a responsabilidade social e solidária da Indústria, investidores e colaboradores. É imperativo atender segmentos mais vulneráveis do Amazonas, do interior e estados vizinhos. A fome e a desnutrição infantil não esperam e, infelizmente, só aumentam. Estamos planejando para o fim deste ano um Natal sem Fome e Crianças com material escolar. Precisamos de toda ajuda possível. A causa é justa e a colaboração de todos nunca foi tão necessária. Ou temos alguma outra maneira mais simbólica de celebrar o Nascimento de Deus-Menino?

Obrigado antecipado a todos com nossos melhores votos de um Natal solidário e um 2022 com muitas conquistas.

Wilson Périco é presidente do CIEAM

Fonte: Brasil Amazônia Agora