cieam@cieam.org.br

(92) 3627-3800

  1. Home
  2. Notícias
  3. Programa Zona Franca de Manaus e seus heróis da resistência
Notícias

Programa Zona Franca de Manaus e seus heróis da resistência

  • Postado em: 02/03/2021
Tweetar

Por Nelson Azevedo*

Na celebração dos 54 anos da Zona Franca de Manaus cabe festejar, de modo muito especial a Suframa, esta autarquia hoje entregue ao General Polsin, com a respeitável bagagem de quem já comandou a Ia brigada de Infantaria de Selva, em Boa Vista, no município de Roraima e foi Chefe do Estado-Maior do Comando Militar de Amazônia (CMA) Ou seja, um soldado de elevada patente que conhece nossos desafios, gargalos e acertos.

Esse bagagem foi blindada pela instituição mais estimada e respeitada perante nossos ribeirinhos e populações indígenas Sua patente, além de hierárquica. tem o reconhecimento por parte dos demais operários na redução das desigualdades regionais trabalhadores, empresários e instituições do tecido social pelos avanços que tem conquistado/consolidado em sua gestão participativa na Suframa. O espírito público e participativo é o melhor requisito para dinamizar a necessária articulação entre os entes federados. União. Estado e Municípios, isto é, o setor público com a iniciativa privada. Este é o chamado modo mutirão, formato nativo e efetivo de construir soluções a serviço do desenvolvimento e da prosperidade social

Compulsão fiscal

Os avanços do programa ZFM seriam expressos numa paisagem de abandono, caso não existisse esta iniciativa de acertos reconhecida internacionalmente e por todos os brasileiros sem preconceitos Todos aqueles que se permitem conhecer e validar este programa de desenvolvimento e de redução efetiva das desigualdades regionais. são unânimes e optam por se tornar novos parceiros. Imaginem se não fôssemos obrigados de recolher 75% da arrecadação ao poder público, o que deixa pouco ou quase nada para os programas de empreendedorismo, regionalização da economia, qualificação de recursos humanos e infraestrutura competitiva. Mesmo assim, construímos as melhores taxas de contrapartidas fiscais a favor do contribuinte. Para cada R$1 que deixamos de recolher nos impostos de importação e produção industrial o cidadão recebe RS13 de benefícios. Não há registro de melhor taxa de custo x beneficio do bolo de incentivos fiscais do Brasil, segundo a Fundação Getúlio Vargas.

Há uma nova proposta

Quais são os grandes gargalos que nos desafiam senão aqueles resultantes do contingenciamento/confisco de recursos impostos pelo poder público? E não se trata aqui de reivindicar outros mecanismos de compensação Nossa proposta está contida no Documento Desenvolvimento sustentável da Amazônia diversificação produtiva e promoção da bioeconomia a partir da Zona Franca de Manaus 2020. elaborado por um grupo interdisciplinar de especialistas em desenvolvimento econômico e sustentabilidade ambiental patrocinado pelas entidades da indústria FIEAM, CIEAM, ABRACICLO e ELETROS. Neste documento estão detalhadas as premissas, condições de viabilidade, prioridades e resultados esperados desta economia de acertos que poderia, em parceria público/privada, transparente e competente, aplicar os recursos generosos que o programa ZFM gera e que não são aplicados conforme a Lei.

Heróis da resistência

Saudamos, pois, a Suframa e seus dirigentes e colaboradores os trabalhadores e empresários - os heróis de nossa resistência - que constroem a riqueza deste Estado, alvo frequente da desinformação e. muitas vezes da maledicência, apesar de ser um dos S maiores contribuintes do caixa único da União. De volta, queremos respeito á Lei, direito ao trabalho e ao zelo e guarda deste imensurável patrimônio natural que toda nação evoluída gostaria de administrar, fazendo das riquezas naturais a geração de oportunidades para nossa gente e para este Brasil que pode acessar a plataforma da civilização e do desenvolvimento sustentável a partir da Amazônia.

(*) Nelson Azevedo é economista, empresário e presidente do Sindicato da Indústria Metalúrgica, Metalomecânica e de Materiais Elétricos de Manaus, vice-presidente da FIEAM e Conselheiro do CIEAM.