Notícias


Evento online apresenta pesquisa e debate implicações da reforma tributária na ZFM

Fonte: Radar Amazônico

Pesquisa acadêmica realizada com 61 contadores do Amazonas aponta que 97% deles acredita que a nova Reforma Tributária, com previsão de votação na Câmara Federal em Agosto, pode trazer novos impactos negativos para o estado do Amazonas. O mesmo percentual acredita que a reforma é inevitável e pensar num período de transição para repor dano é uma das alternativas que podem amenizar o problema.

Os dados serão apresentados na próxima terça-feira (30), às 19h30, durante o evento online ‘Reforma tributária: qual o risco, Amazonas?’, do curso de Ciências Contábeis da faculdade Martha Falcão, que contará ainda com a palestra magna do Doutor em Desenvolvimento Socioambiental, José Alberto da Costa Machado, administrador e economista, professor aposentado do Departamento de Economia e Análise, da Faculdade de Estudos Sociais da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e diretor de planejamento do Ministério Público do Estado do Amazonas.

Além da pesquisa com contadores, os alunos apresentarão um vídeo com depoimento de pessoas sobre o que pensam acerca da Reforma Tributária e como ela pode interferir na vida da sociedade. Ao final, professores da instituição e professores convidados responderão perguntas sobre o tema, em um fórum de discussão com o público participantes e alunos do curso. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo link: go.wyden.to/livessions.

“Não queremos discutir o imposto em si, mas os reflexos deles na sociedade. Nosso objetivo é fazer com que o aluno possa enxergar, de forma prática, o que é ICMS, PIS, COFINS, imposto de renda. Para isso, ele precisa ser imerso na realidade e em como eles impactam o dia a dia das pessoas. É um grande benefício poder compartilhar do sentimento de quem está aprendendo sobre um novo tema”, afirma o professor coordenador do evento, Clilson Castro Viana.

Debate e Pesquisa

A pesquisa realizada pelos alunos do curso, feita por meio de questionário online, constatou ainda que 96% dos respondentes concordam que a transação de modelo tributário no Amazonas implica uma necessidade de desenvolver e implementar alguma economia voltada às potencialidades da região como a bioeconomia, setor de tecnologia e inovação, uma vez que a Zona Franca de Manaus (ZFM) é baseada em um parque industrial.

“Todos apontaram uma visão bastante temerária de risco incerteza por conta da substituição dos atuais impostos correntes por um tributo único sobre bens e serviços, que vai pertencer ao estado de destino e não a quem produz, como é o caso da ZFM. O nosso palestrante convidado, Dr. José Alberto da Costa Machado, que é uma pessoa que tem um conhecimento vasto sobre o sistema tributário e possui experiência de ter atuado em vários órgãos estaduais e na própria Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), vai aprofundar a discussão”, explica o professor do curso, Clilson Castro Viana.

Participam do Fórum de debate a professora convidada Mariomar de Sales Lima, da Ufam, e os professores Maria José Araújo e Orígenes Jr, dos cursos de pós e de graduação da faculdade Martha Falcão.

Com informações da assessoria

Fique Informado