cieam@cieam.org.br

(92) 3627-3800

  1. Home
  2. Notícias
  3. “COVID-19: se depender da indústria, essa onda não será tsunami ”, diz empresária Régia Moreira
Notícias

“COVID-19: se depender da indústria, essa onda não será tsunami ”, diz empresária Régia Moreira

  • Postado em: 12/01/2021
Tweetar

Fonte: Brasil Amazônia Agora

“COVID-19: se depender da indústria, essa onda não será tsunami ”, diz empresária Régia Moreira

“Vejo como extremamente necessária a retomada das atividades das ações integradas por conta da gravíssima situação que o Amazonas passa com o agravamento da pandemia nessa nova onda do coronavírus. É um momento de todos nos unirmos, nos irmanarmos.” – Jorge Nascimento Júnior – Presidente da Eletros

Por Alfredo Lopes
_________________________

Num manifesto dramático, que descreve o agravamento do caos provocado pela pandemia da COVID-19, sobretudo nos segmentos mais atingidos pelo lockdown, determinado pela justiça estadual, a empresária Régia Moreira Leite, conselheira do CIEAM e responsável pela Ação Social Integrada, convocou seus pares da indústria para retomar imediatamente os trabalhos de apoio feito voluntariamente em 2020. Na verdade, a empresária não parou de atender demandas. Em sua empresa, a Impressora Amazonense Indústria Gráfica (Impram), Régia, conhecida pelos mais próximos como Vitória-Regia, não parou de produzir EPIs para os servidores públicos que se dedicam ao atendimento das vítimas da COVID-19.

“Falta oxigênio, água, alimentos para os internados em condições provisórias. E a população que atendíamos no ano passado, novamente isolados, não tem muito com quem contar.”. A expressão é de preocupação e ansiedade para mobilizar as entidades que coordenaram o Comitê Indústria ZFM COVID-19, FIEAM, CIEAM, ELETROS e ABRACICLO. O manifesto foi produzido neste fim-de-semana e rapidamente foi endossado pelas entidades do setor produtivo. E nesta terça-feira, os presidentes das entidades, já conscientes da gravidade da situação provocada pelo recrudescimento da pandemia, vão se reunir para debater estratégias, prioridades e formatos de cooperação.

“Tenho o compromisso dos presidentes das entidades da indústria”


Segundo a líder empresarial, é preciso administrar as sequelas desta segunda onda, que é gigantesca, para que ela não se transforme num tsunami. “A situação é crítica, os médicos e enfermeiros, enfim, todos os profissionais de saúde estão exauridos, diz Régia Moreira Leite. Muitos deles estão perdendo entes queridos sem poder deixar a linha de frente do combate à pandemia. “O número de contaminados ampliou todo tipo de demandas e necessidades dos pacientes, mas já tenho o compromisso dos presidentes das entidades da indústria”. E se depender de nós, vamos enfrentar essa onda e não haverá tsunami, completou a empresária.

A empresária Régia Moreira

Orgulho e agradecimento de Luiz Augusto Rocha

Para o empresário Luiz Augusto Barreto Rocha, presidente do Conselho Superior do CIEAM, “… a Ação Social Integrada das entidades da indústria tem sido uma das melhores conquistas do CIEAM nestes dias de pandemia tão conturbados que estamos vivendo. O mérito é todo deste Grupo de pessoas do bem, realizando o bem, melhorando o mundo ao nosso redor com ações propositivas e solidárias! Grande orgulho e muito agradecido por participar, em nome desta grande líder RÉGIA MOREIRA cumprimento e agradeço a todos. Parabéns Regia, você segue nos inspirando, desafiando e liderando com suas ações para sermos melhores pessoas! Um privilégio ter sua presença em nosso CIEAM e em nosso Amazonas”!

Juntos e entrelaçados – Jorge Júnior

O presidente da ELETROS, entidade nacional do setor eletro-eletrônico, o amazonense José Jorge Nascimento Júnior, não titubeou ao comunicar seu contentamento em endossar e ver em ação o grupo de voluntários mobilizados pelas entidades da indústria, sob a coordenação de Régia Moreira Leite, que compõe a Ação Social Integrada. “Eles são especialistas em Solidariedade e nós ficamos a cavalheiro para apoiar essa movimentação que, aliás, não parou, eles são competentes e dão conta do recado.” O líder empresarial fez uma análise do momento: “Vejo como extremamente necessária a retomada das atividades das ações integradas por conta da gravíssima situação que o Amazonas passa com o agravamento da pandemia nessa nova onda do coronavírus. É um momento de todos nos unirmos, nós irmanarmos. Não adianta colocar apenas responsabilidade no poder público, muito menos jogar tudo nas costas do setor privado. Entretanto, no somatório das forças, incluindo o cidadão e suas famílias, temos como enfrentar e vencer essa guerra. O enfrentamento agora é diferente, temos experiência e poderemos ampliar as ações de solidariedade. Lá atrás, a partir de março e abril do ano passado nossas ações misturavam o temor do inimigo e a insegurança em torno do que fazer. Agora, não precisa perder tempo nem oportunidades. Mãos à obra. Estaremos juntos e entrelaçados.

Alfredo Lopes é filósofo, consultor ambiental e editor-geral do portal Brasil Amazonia Agora

Aqui ninguém joga a toalha – Wilson Périco

Para o presidente do CIEAM, Wilson Périco, a retomada da Ação Social Integrada é um imperativo inadiável. E nós já sabemos o caminho. Não é hora de apontar ninguém. A crise está feia. E nós temos responsabilidade social para exercer. A estrutura de serviços médicos foi pega desprevenida, porque não conseguimos criar a cultura da prevenção, muito menos na saúde onde as mazelas são de toda ordem. A nosso favor temos uma equipe de voluntários sob a condução competente da conselheira Régia Moreira, a mais grata surpresa para esta entidade que entrou na maturidade com seus 41 anos de existência. Determinada, atenta, ela desenvolveu o dom da ubiquidade, consegue estar em vários lugares ao mesmo tempo, fazendo o bem a quem mais precisa. Vamos, sim, restaurar um trabalho que, aliás, não parou. A indústria da ZFM tem feito sua parte. Somos a planta industrial do Brasil que, proporcionalmente, mais recolhe aos cofres públicos. E não nos recusamos a estender a mão solidária, jamais! Sejam todos bem-vindos à luta. Nesta terça-feira estaremos reunidos entre os presidentes das entidades. Teremos todos a postos, a saber os presidentes da Abraciclo, Marcos Fermanian , do Conselho do CIEAM, Luiz Augusto Rocha, da Eletros, Jorge Júnior e nosso decano, Antônio Silva, presidente da FIEAM. Juntos, mais fortes e determinados, vamos seguir o protocolo na teimosia da superação, uma disciplina na qual somos especialistas. Aqui ninguém joga a toalha!!!

“Para o que der e vier”, diz Antônio Silva

A Ação Social Integrada não parou! Diz Antônio Silva, presidente da FIEAM e vice-presidente da CNI, referindo-se aos trabalhos sociais do grupo de voluntários formados por empresários e colaboradores, todos voluntários e muito deles empenhados em adubar a Solidariedade. E continua o decano dos presidentes: “Neste domingo, tive a grata satisfação de trabalhar com nossa querida diretora da FIEAM e conselheira do CIEAM, Régia Moreira Leite, encaminhando a decisão de retomar a Ação Social Integrada das entidades da indústria da ZFM. Nesta segunda-feira, tivemos a presença do nosso ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, prova inconteste do apoio deste governo aos problemas do Amazonas. Trouxe na bagagem medicamentos de prevenção, insumos para ajudar no combate à pandemia e apoio de toda ordem. A situação é delicada e precisa do envolvimento de todos. Estamos a postos. Aliás, sempre estamos. A própria Ação Social Integrada fez ações louváveis com segmentos vulneráveis de nossa sociedade em dezembro, logo após a entrega de seu robusto Relatório de Atividades 2020. Há muito o que fazer e muita gente para mobilizar. Sabemos de antemão que em momentos de dificuldades se expande a solidariedade dentro de todos nós. Estamos juntos, voluntários e devotados, cada vez mais preparados para cuidar do bem comum e dispostos a enfrentar o que der e vier!!! Antônio Silva.

Obs: Com a agenda lotada, o presidente da Abraciclo, Marcos Fermanian, delegou ao diretor local da Abraciclo, Paulo Takeuchi, a missão de confirmar formalmente a decisão já tomada pela entidade de participar da retomada da Ação Social com o mesmo empenho e dedicação da presença da entidade no ano de 2020. Ele se fará presente na reunião dos presidentes, onde serão encaminhadas as linhas de ação.

Confira a carta da Ação Social Integrada aqui.