Notícias


Prefeitura apresenta potencialidades turísticas de Manaus em evento na Suframa

Notícia publicada pelo site Viva Manaus/ Manauscult

As políticas de promoção turística, bem como os projetos de infraestrutura turística para a cidade de Manaus, foram o tema da apresentação “Manaus: cultura, eventos e potencialidades turísticas”, feita pela Prefeitura de Manaus na tarde desta terça-feira, 9/7, durante o seminário “O Turismo como vetor de desenvolvimento na Amazônia”. O evento, realizado pela Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), contou com a presença do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, durante a abertura, no dia 8/7.

Em destaque, estiveram os projetos de ressignificação do Centro Histórico, como ampliação e requalificação do Les Artistes Café Teatro, Museu do Porto e Casarão São Vicente, que estão em fase de captação de recursos, bem como a construção do Centro de Atendimento ao Turista (CAT) no Complexo da Ponta Negra, a reforma da Biblioteca Municipal João Bosco Pantoja Evangelista e prédio do antigo Cabaré Chinelo, que integravam o PAC Cidades Históricas e que agora passarão ser feitos com recursos próprios da Prefeitura de Manaus.

O diretor-presidente da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), Bernardo Monteiro de Paula, ressaltou, durante a apresentação, a participação da Prefeitura na promoção do destino Manaus nas principais feiras do trade turístico, a exemplo da promoção ocorrida nas Internationale Tourismus-Börse (ITB) China, Berlim e Fortaleza, e nas World Travel Market (WTM) de Londres e WTM São Paulo (América Latina), além das feiras realizadas na Argentina, Cannes, Roma e Las Vegas.

“Tudo isso, aliado ao ordenamento dos eventos com fins de promoção turística e o investimento na ressignificação do Centro Histórico da cidade, colocam Manaus em um outro patamar de destino turístico internacional”, afirmou o diretor-presidente da Manauscult.

Visto

Bernardo Monteiro de Paula lembrou ainda que as ativações realizadas com companhias aéreas americanas têm como objetivo a ampliação do número de turistas estrangeiros no Brasil, por conta do Decreto nº 9.731/2019, do Governo Federal, que determina a isenção de vistos para cidadãos americanos, canadenses, australianos e japoneses. A medida publicada em Edição Extra do Diário Oficial de 18 de junho deste ano passa a valer em 90 dias.

O decreto contempla visitantes que possuem passaporte válido com viagens para fins de turismo de lazer e de negócios, realização de atividades artísticas ou desportivas ou em situações excepcionais por interesse nacional.

Os quatro países beneficiados com a isenção de visto fizeram parte de um projeto piloto, iniciado em 2017, que implantou o visto eletrônico para quem desejasse visitar o Brasil.

Segundo a Organização Mundial de Turismo (OMT), medidas de facilitação de visto podem ampliar em 25% o fluxo de turistas nos países que adotam a prática. No Brasil, os resultados em apenas um ano de funcionamento do visto eletrônico já são significativos. Nas emissões de vistos (eletrônicos e tradicionais), houve um aumento de 35,23%.

Para Manaus, a dispensa do visto para turistas dos quatro países possibilitará o aumento em até três vezes mais o número de turistas que buscam a região como destino. Segundo dados da Empresa Estadual de Turismo do Amazonas (Amazonastur), em 2018, os americanos foram o maior público e correspondem a 81% dos turistas que visitaram o Estado, seguindo dos japoneses, canadenses e australianos.

Regras

A estadia pode ser de até 90 dias, prorrogável pelo mesmo período, desde que não ultrapasse 180 dias, a cada 12 meses, contados a partir da data da primeira entrada no País. Caso ultrapassem o prazo estipulado, o visitante estará ilegal e sujeito às medidas cabíveis do governo brasileiro. A iniciativa é válida também para turistas em trânsito no Brasil.


Jéssica Rebello e Steffanie Schmidt

Fique Informado