Notícias


O que revelam os indicadores

Antonio Silva

Presidente da FIEAM

e-mail: presidencia@fieam.org.br

A Confederação Nacional da Indústria (CNI) divulga mensalmente a pesquisa conjuntural Indicadores Industriais, com objetivo de identificar a evolução de curto prazo da atividade da indústria de transformação nacional, por meio de variáveis como faturamento, emprego, horas trabalhadas, massa salarial e utilização da capacidade instalada.

Esse tipo de pesquisa feito desde 1992 resulta de parceria da CNI com 12 Federações de Indústria dos Estados, que respondem por mais de 90% do produto industrial brasileiro.
A sondagem é importante para sabermos o comportamento da indústria, seus desafios e problemas, suas necessidades e tendências, para que com planejamento possam ser tomadas medidas adequadas que corrijam tendências negativas e estimule as positivas.

Os Indicadores Industriais da CNI de abril deste ano mostram aumento da atividade
industrial nacional na comparação com março, que foi um mês atípico em consequência das festas carnavalescas em todo o País, o que afetou negativamente o desempenho industrial.
O faturamento cresceu 3,3%, assim como a massa salarial, 0,5%, as horas trabalhadas na produção, 4,2%, o emprego, 0,9%, e a utilização da capacidade instalada que teve aumento de 0,6 pontos percentuais.

Diferente dos indicadores nacionais, a Zona Franca de Manaus (ZFM), na comparação com março, teve em abril queda de faturamento de (-) 16,4% e da massa salarial (-) 1,5%.
Porém cresceu 9% nas horas trabalhadas, 1,1%no emprego, e 5,4% na utilização da capacidade instalada.

Esses indicadores nos mostram que a situação da indústria local em faturamento é preocupante, entretanto o aumento de horas trabalhadas, do emprego e da capacidade instalada demonstra que há uma boa perspectiva de recuperação para maio, cujos dados ainda não foram coletados.

As dificuldades acumulam-se para a economia brasileira, face aos problemas de ordem nacional e internacional.

Internacional, pelos reflexos negativos das crises na Argentina e Venezuela, além da disputa comercial que tem se agravado entre Estados Unidos e China. Os problemas de ordem nacional são do conhecimento geral. Temos urgência em aprovar as reformas que são necessárias para destravar a economia, que enfrenta demanda em queda acentuada, e queda no poder aquisitivo da população, agravada pelo crescente aumento do desemprego.
A produtividade industrial brasileira deve ser estimulada com melhores condições de negócios, com mais investimentos em infraestrutura.

Para que a ZFM tenha melhor infraestrutura é relevante a conclusão dos 400 km do trecho central da BR-319 e a viabilização de um porto público, de acordo com a importância do PIM, assim como é imprescindível a recuperação das 35 vias do Distrito Industrial I, felizmente com suas obras já em andamento.

A piora nas condições de negócios no País como um todo provocou o 3º recuo consecutivo do Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI), que ainda se mantém elevado.

Fique Informado