Notícias


Manaus pode sediar nova fábrica de telhas solares

Fonte: Portal Solar

Manaus está numa acirrada disputa com cidades da Califórnia, nos Estados Unidos, para conquistar a nova sede da fábrica de telhas de energia solar da Ecosolaroof Holding Limited. A empresa pretende divulgar o local da nova fábrica durante o Intersolar North America, que ocorre dos dias 4 a 6 de fevereiro, em San Diego, na Califórnia (EUA). O objetivo da empresa é popularizar o uso da energia solar.

A Ecosolaroof Holding Limited anunciou, em agosto do ano passado, que até dezembro de 2019 construiria a fábrica no Polo Industrial de Manaus (PIM). A afirmação do presidente do grupo, Charles Virgílio, ocorreu durante encontro com o secretário de Estado de Planejamento, Jório Veiga, que garantiu incentivos fiscais. Mas desde então algo mudou.

Um dos empasses para a decisão final da fábrica ser instalada em Manaus é o posicionamento do Brasil sobre taxar ou não a geração de energia solar. Em outubro de 2019, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) abriu consulta pública para a revisão das normas do setor, com a pretensão de diminuir os incentivos, o que poderia tornar inviável a instalação de telhas ou painéis fotovoltaicos no País.

“Vamos decidir em fevereiro sobre a implementação da fábrica em Manaus ou em alguma cidade na Califórnia”, afirma Inti Arantes, engenheiro florestal e especialista em energia renovável e sustentabilidade, representante da Ecosolaroof, que possui fábrica na China e escritório em Londres, na Inglaterra. A fábrica deverá ser construída até o final de 2020.

A Califórnia é um dos países mais avançados em energia renovável. Segundo a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR), o estado é referência mundial nas regulamentações para o segmento, dando início ao processo de atualização de suas regras apenas quando atingiu a marca de 5% de participação da geração distribuída solar fotovoltaica no atendimento de demanda elétrica de suas distribuidoras. Ao atingir este patamar, o regulador estabeleceu que, quando injetar energia na rede, os consumidores com geração distribuída devem pagar US$ 0,02/kWh (R$ 0,08/kWh).

Tal pagamento equivale a apenas 10,5% da tarifa de energia elétrica dos consumidores residenciais e comerciais da Califórnia. O estado californiano também garantiu ao setor estabilidade e previsibilidade nas mudanças, reduzindo riscos e evitando insegurança jurídica e regulatória aos consumidores, empreendedores e investidores do mercado.

Cerca de 30% mais barato que os painéis tradicionais, as telhas solares fotovoltaicas da Ecosolaroof têm potência de geração de 160 a 350 watts de energia e também podem suprir equipamentos de grande porte.

Fique Informado