Notícias


Infraestrutura logística para recuperação econômica

Editorial Dia a Dia publicado pelo site Portogente

Expansão da chamada interdependência global é uma onda geradora de oportunidades em um cenário de incertezas conjunturais. Produtividade e competitividade são premissas essenciais para o Brasil participar desse jogo com boas chances.

Análise de dados econômicos globais primordiais apontam oportunidades para a economia brasileira crescer e o desemprego cair expressivamente. Entretanto, é necessário remover as ineficiências dentro do sistema econômico. Esta reforma acontece em um cenário inovador da produção, do fluxo de dinheiro e de registro das informações. Trata-se da produtividade na economia digital – com indústria 4.0, da criptomoeda, do e-commerce e do protocolo blockchain - exigente de infraestrutura para propiciar comércio ágil.

Como consequência da participação dos países orientais, com destaque os populosos China e Índia, a economia de mercado sofre alterações através de: mudança do núcleo de economia dominante; redefinição dos fluxos de comércio pelas tecnologias digitais – automação, e-commerce, criptomoedas e blockchain - e a evolução histórica crescente do comércio marítimo internacional. Sumariamente, ocorre uma expansão dos horizontes comerciais.

Aproveitar as oportunidades dessa nova era comercial deve ser entendida, por óbvio, promover a competitividade do produto nacional. Na logística brasileira há inúmeras resistências que agregam custo ao produto e causam atrasos na entrega. Quer na embaraçada burocracia, quer na deficiência da malha de transporte entre a produção e os portos. Como aponta Frederico Bussinger: faltam articulações entre as partes envolvidas.

Unctad Dad 12AGO2019

Dobrar a participação de ferrovias de (15%) para (29%) na malha de transporte brasileira em oito anos, conforme anunciou o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, é uma decisão acertada para baratear custos e reduzir os tempos de transporte. Como agenda econômica, atrai investimentos, promove escoamento de produtos para o comércio global e cria inúmeros postos de trabalho.

Fomentar demanda suficiente para gerar receita e trabalho significa participação competitiva do País na ampla rede do comércio mundial. Gerar produtividade no processo brasileiro da produção e distribuição é uma convocação nacional, como política de governo. Para incorporar os imprescindíveis progressos técnicos, o Brasil possui uma robusta e qualificada rede acadêmica. No constructo de um atalho para a recuperação da economia brasileira.

Fique Informado