Notícias


Crise na mobilidade urbana traz oportunidades de negócios em Manaus

Notícia publicada pelo Jornal do Commercio

Andréia Leite

O carro próprio vem deixando de ser prioridade para muitas famílias. A crise na mobilidade urbana faz com que muitas pessoas busquem alternativa de transporte e de consumo de produtos. Isso potencializa oportunidades de negócios para empresas e empreendedores. Os aplicativos de transportes, como o Uber, 99, ViaBee, ganham destaque quando o assunto é facilitar a mobilidade de usuários incorporados pela tecnologia alinhada ao tempo, que se torna cada vez mais escasso. Os aplicativos de compras também avançam na preferência da população.

A dificuldade para encontrar vagas para estacionar cada vez que tinha um compromisso motivou a microempresária Sandra Melo, 47, a deixar o próprio veículo de lado e passar a utilizar mais apps de transporte privado. Usuária da plataforma há quase dois anos, ela declara que a tecnologia chegou para ficar e facilitar a vida de quem precisa cumprir compromissos diários. “A oferta dos serviços nos proporciona essa alternativa. Sabemos que a revolução tecnológica veio para somar com o caos que sofremos em termos de mobilidade dentro dos centros urbanos. É a era da informação. Qualquer recurso que ofereça qualidade de vida, é bem-vindo”, disse.

Para o assistente de RH Willian Souza, 39, a tendência é cada vez maior de usuários desse tipo de serviço, na empresa que ele trabalha, a maioria dos colaboradores utilizam algum aplicativo de transporte. “No meu caso, depois de eu sofrer dois assaltos chegando em casa, não pensei duas vezes, atinei para o uso do app. Eu me sinto mais seguro, além de ganhar tempo para chegar ao trabalho e retornar para casa”, contou.

PRATICIDADE

Os transtornos em torno da mobilidade urbana, trouxeram uma rota de fuga para quem procura otimizar o tempo, ter praticidade e prefere se manter distante da realidade do trânsito caótico da capital. Com alguns cliques o consumidor consegue resolver a vida sem precisar sair de casa. É o caso da consultora de beleza Carla Ramos, 31, que aderiu à entrega de alimentos em casa há cerca de sete meses. Com a correria e a rotina pesada diariamente ela tem apostado nas compras de produtos via delivery e garante que fez a melhor escolha. “Sou mulher, mãe, esposa, empresária, só por aí dá pra perceber que a agenda é cheia. E que ganhar tempo com praticidade é muito importante pra mim. Eu amo poder escolher produtos ou serviços pela internet e receber em casa. Economizando tempo, evitando o deslocamento, trânsito, procura de vagas para estacionar e sem contar que é uma logística enorme sair com três filhas”, ressaltou Carla, explicando que quando a empresa tem site ou instagram que permite ver o produto ou serviço é muito bom. “E quando fazem entrega é um grande diferencial e fator decisivo para ser escolhida no meio da concorrência”.

O crescimento dos serviços de delivery reduziu boa parte do tempo que era desperdiçado em se locomover até o estabelecimento para fazer uma compra pelo menos é o que avalia o jornalista Amaro Júnior, 60. Antes mesmo do boom da tendência, ele já era um cliente que solicitava os serviços por telefone. “No mundo moderno surge uma gama de serviços. Atualmente o carro vem te buscar na porta. Temos tudo ao nosso alcance. Acabou aquela desculpa de que não tem mais tempo, pelo menos dentro deste contexto não se justifica”.

Para Amaro, um fator relevante com a chegada do delivery, é o tempo. “Temos mais tempo com a família, mais tempo para investir em outras atividades, além de nos proporcionar uma melhor qualidade de vida. Nos mantemos menos acelerados. Se não tem nada faltando em casa e tudo o que precisamos está centralizado na palma da nossa mão, vamos gastar tempo com as pessoas, numa atividade, em qualquer outra tarefa”, declarou.

O jornalista ressalta ainda que a facilidade desse tipo de serviço, proporcionou gasto de tempo em uma das atividades que ele mais ama, a corrida de rua. “Tudo está relacionado. Quanto mais nos sobra tempo, mais investimos no que é importante”, finalizou, Amaro Júnior, destacando que entre os serviços que mais solicita estão restaurantes, drogarias e pizzarias e compra de perfumes pela internet.

HortiFeira oferece serviço de entrega de hortifrutis em casa

COMPRAS PERSONALIZADAS

No ano passado, o supermercado Pátio Gourmet lançou o sistema de atendimento via e-commerce, que permite a realização de compras totalmente pela internet. O cliente faz desde a escolha dos itens e pagamento, até o local de entrega e com embalagem adaptada às especificidades dos produtos e agenda a entrega das compras.

De acordo com Flávio Montenegro, responsável pelo setor de inovação do grupo, após o lançamento da plataforma, observou um crescimento positivo nas compras online. “A falta de tempo que motivou essa demanda. O ponto mais importante é que a compra totalmente online. Escolha dos produtos, pagamento, agendamento de entrega, tudo é feito de forma rápida e fácil. Essas são as grandes vantagens”.

Ainda conforme Flávio, a preocupação com os detalhes é o diferencial do atendimento aos clientes. “Priorizamos desde a embalagem ao transporte desses produtos. E queremos que o cliente tenha a mesma experiência na loja virtual como na loja física”. Os clientes têm duas opções para realizar as compras: pelo site www.patiogourmet.com.br ou pelo aplicativo Pátio Gourmet

Pelas duas plataformas, os consumidores têm à disposição todos os produtos da loja física, divididos em várias categorias, o que agiliza a escolha. As pessoas podem selecionar os produtos, efetuar o pagamento e receber suas compras em qualquer endereço indicado. Depois de selecionar os produtos, o cliente realiza um cadastro com informações básicas, como nome, telefone e e-mail. Ao finalizar a compra, basta escolher o local para entrega e efetuar o pagamento, que é realizado de forma online, por meio do cartão de crédito.

O engenheiro agrônomo Julio Zolly decidiu investir no delivery e inovou no Amazonas a compra e a entrega de legumes, frutas e verduras pela internet. A atividade que começou no ano passado, iniciou com pedidos via Whatsapp. Atualmente a empresa possui um site que o cliente pode efetuar as compras e escolher produtos, . Para Júlio a comodidade demanda esse tipo de serviço. “As pessoas não têm tempo para ir às feiras. Estão sempre sobrecarregadas, cheias de compromissos e, o trânsito é o inimigo”. Ele compra tudo novo para atender e adequar os pedidos dos clientes. A compra virtual pode ser feita pelo site https://www.hortifeira.com ou pelo Whatsapp com a quantidade de produtos e os tipo de itens.

POR DENTRO

No Brasil, o principal aplicativo de delivery em termos de uso e de alcance é o iFood. A ferramenta começou a funcionar em 2011. Ela recebe cerca de 3 milhões de pedidos por mês e está disponível em 100 cidades brasileiras. Mais de 150 mil pessoas usam o app e são mais de 15 mil restaurantes conectados

Fique Informado