Notícias


Brasileiro está comprando mais motos e impulsiona produção no Amazonas

Notícia publicada pelo site Amazonas Atual

Os consumidores no brasileiros estão comprando mais motocicletas neste ano e a produção no Polo Industrial de Manaus teve aquecimento de 8,4 no primeiro semestre, de acordo com a Abraciclo (Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares).

De janeiro a junho deste ano, a produção das 10 empresas de motocicletas instaladas no Polo Industrial de Manaus produziram 536.955 unidades, contra 495.420 unidades no mesmo período de 2018.

Os números são reflexo de um consumo crescente. Levantamento da Abraciclo mostra que, de acordo com o Renavam (Registro Nacional de Veículos Automotores), no primeiro semestre foram emplacadas 530.034 motocicletas no Brasil, correspondendo a um crescimento de 16% ante o mesmo período de 2018 (456.729 unidades).

No Amazonas, foram licenciadas 9.421 motos contra as 7.810 do ano passado. Em Manaus, foram 5.763 novas motocicletas, enquanto nesse período em 2018 foram licenciadas 4.931 unidades.

Os indicadores foram apresentados pela Abraciclo na manhã desta quinta-feira, 11, em Manaus.

O presidente da Abraciclo, Marcos Fermanian, disse que o aumento nas vendas é consequência de maior oferta de crédito ao consumidor. “Esse desempenho está associado a uma demanda que vem evoluindo desde o segundo semestre do ano passado. O ritmo atual sinaliza a retomada consistente dos negócios e é reflexo do aumento da concessão de crédito nas operações de varejo”, afirmou.

Região Norte

A Região Norte também apresentou uma melhora nos índices de venda segundo os registros do Renavam. Foram emplacadas 57.356 motocicletas de janeiro a junho deste ano, enquanto que em 2018 foram 53.182 unidades, o que indica uma alta de 7,8%. O fechamento do período teve uma leve queda. Em junho foram emplacadas 8.877 motos na região, já em 2018 o Renavam registrou 9.327 unidades, uma queda de 4,8%.

Exportação

De acordo com a Abraciclo, no primeiro semestre deste ano houve uma queda de 50,3% nas exportações. Em 2019 foram exportadas 20.392 unidades contra as 41.030 do mesmo período em 2018.

Considerando o aumento na produção de motocicletas nesses seis meses (536.955 unidades) e de licenciamentos, que a nível nacional teve emplacadas 530.034 motocicletas, aumento de 16% em relação a 2018, que teve 456.729 unidades, a maior parte do mercado consumidor está dentro do próprio Brasil.

O resultado mensal também foi menor. Em junho foram exportadas 2.854 motos, com queda de 32,5% na comparação com o mesmo mês do ano passado, com 4.404 unidades.

Conforme dados do portal de estatísticas de comércio exterior Comex Sat analisados pela Abraciclo, a Argentina foi o principal destino das motocicletas fabricadas nos seis meses de 2019, com 10.314 unidades, representando 49,1% de participação no total exportado. Em segundo lugar ficaram os Estados Unidos, com 3.433 unidades e 16,3% de participação, seguidos pela Colômbia, com 2.595 unidades e 12,4% de participação.

Fique Informado