Notícias


Indústria cresce, injetando R$ 1,2 trilhão na economia e busca tecnologia

Notícia publicada pelo site Terra

A indústria é o setor responsável por 21% do PIB brasileiro, injetando cerca de R$ 1,2 trilhão por ano à economia, segundo dados da CNI.

O segmento responde por 51% das exportações nacionais, que no último ano cresceram 17,5%, ficando acima da média mundial em valores e deixando país na posição de 6º mais expressivo entre os 30 maiores exportadores do mundo, à frente de mercados como Estados Unidos e China, de acordo com a Organização Mundial do Comércio (OMC).

Já o IBGE indica que, em 2017, a retomada do crescimento da indústria nacional foi puxada pela categoria de bens de consumo duráveis, com expansão de 13,3%. Outro segmento a demonstrar alta no ano passado foi o de transporte rodoviário de carga, que tem projeção de novo aumento, na casa de 0,5%, para 2018, nas contas da Associação Nacional do Transporte de Cargas - NTC.

O aquecimento dos mercados também demanda inovação dos players. No Brasil, o movimento pela Transformação Digital é crescente, e se mostra em diversos cases de empresas buscando a tecnologia para melhorar processos e atingir um patamar mais elevado de produtividade e competitividade.

Um exemplo disto, a Empresas Randon, conglomerado que reúne diversas companhias de atuação no segmento de veículos comerciais, correlacionados com o transporte de cargas, que apostou em tecnologia de software para padronizar seus processos de atendimento de chamados.

O grupo, que tem sede em Caxias do Sul-RS e exporta para todos os continentes, estando listado entre as maiores empresas privadas brasileiras, é classificado no Nível 1 de Governança Corporativa da BOVESPA.
Por conta disso, o CIO da companhia, Carlos Roberto Arins do Nascimento, explica que a corporação tem a conformidade e a qualidade entre seus valores, o que levou a buscar tecnologia para centralização e padronização de operações e processos, o que culminou na contratação do Qualitor, software desenvolvido com tecnologia nacional para automatização de atendimento.

"Começamos a usar o Qualitor somente na área de TI. A partir disso, notamos como a ferramenta melhorou os processos de chamados - os usuários agora tinham uma solução única para abrir e acompanhar chamados", conta Nascimento. "Foram estes benefícios que nos fizeram expandir o uso do software, tanto que hoje o utilizamos em todas as áreas de nosso CSC - Centro de Soluções Compartilhadas", acrescenta.

Hoje, o Qualitor é utilizado pelos setores de Controladoria, Finanças, Comércio Exterior, Recursos Humanos, Planejamento, Controle e Atendimento. Além disso, outras áreas da empresa também usam o sistema para alguns processos, tais como: Logística, Planejamento Tributário, Saúde, Segurança do Trabalho e a Engenharia de Processos da Fras-le, uma das companhias do grupo.

"Para nós, centralizar os chamados em uma só ferramenta, bem como centralizar as soluções e processos do grupo no CSC, é fundamental para agilizarmos o atendimento das demandas e garantirmos uma operação eficiente. A resposta disso vem na forma de ganho de produtividade e organização", comenta Nascimento.

Já Donald Reis, diretor da Qualitor, explica que o software possibilita integração de processos e de ferramentas legadas de atendimento, permitindo uma melhoria das rotinas e da prestação de serviços com total controle de mudanças, assegurando uma boa aceitação da nova ferramenta.

Alinhado à chamada Terceira Plataforma das TICs, nome dado ao conjunto de tecnologias que reúne big data, analytics, social e mobilidade, com recursos para coleta e gestão de dados, automação de tarefas, mobilidade e profissionalização da gestão, o Qualitor traz, ainda, recursos que geram economia financeira e de tempo, bem como ganho exponencial de produtividade, melhorando a execução e a governança de processos de atendimento e relacionamento.

"Trata-se de uma solução completa, que reúne recursos de Help-Desk e Service-Desk, SAC, Ouvidorias, Shared Services - Centrais de Serviços Compartilhados e Processos de Negócio (BPM)", explica o diretor da Qualitor, Donald Reis. "Nossa tecnologia 100% nacional faz páreo de igual para igual, em termos de qualidade, com todos os players globais do segmento", afirma.

Completa e em constante evolução: recentemente, o Qualitor passou a dispor da versão mobile, e esta mesma será o próximo passo da Randon junto à ferramenta. "Projetamos adotar novas funcionalidades do software, como a questão mobile", conta Simone Cristina Kilder Andrade, da Randon.

O grupo caxiense soma-se a já bastante forte carteira de usuários do Qualitor. O software, desenvolvido com tecnologia nacional, tem clientes em mais de 18 países.

Fique Informado